A fantasia espírita

Riviane Damásio Rangel

2 fev 2011

A relação "amigo-invisível" lembra em muito os relatos infantis, quando a criança com seu amiguinho invisível, conversa, brinca, ri e divide seu lanche.

A questão é que este convívio tão fácil, vulgar e estreito não está relatado desta forma nem na Doutrina Espírita nem mesmo na quase-doutrina (espiritismo à moda da casa). Ouve-se isto nos diálogos, nos causos, nas biografias de médiuns "famosos", etc...ou seja, nos "offs" da vida.

Somado a isto, vem aquela idéia de que tudo é fenômeno espiritual, não no sentido do fenômeno espírita sério, mas TUDO mesmo.

A luz que apaga de repente foi detonada por energias carregadas do pobre coitado que passou sob o poste. O cão ameaçador que voltou e estancou de repente foi parado pelo mentor que deu um “stop” espiritual (embora diariamente milhares de pessoas sejam vitimadas por assaltos, balas perdidas, mordeduras de cães (e tudo sem a ajudinha básica de espíritos de plantão). O despertar súbito às 3 da madrugada... nossa uma hora bem significativa, que deve ter um sentido oculto! A dor de cabeça é coisa do obsessor... Se bocejar no CE a coisa está brava.

Se a pressão cair então, fica logo internado no PS espiritual.

Caiu a panela, foi espírito, o telefone tocou e parou, foi espírito, tinha uma manchinha na foto, era um espírito, briga na família, é espiritual, no trabalho, idem, sensação de “deja vu”, não pode ser estresse, são vidas passadas.

O acidente foi reajuste, o vendaval também, até o bolo que murchou no forno foi a lei da "ação e reação".

Cheiro de flores? Não foi o vento que trouxe, foram os espíritos, a página abriu justamente naquele capítulo do Evangelho Segundo o Espiritismo que se encaixa... com o que mesmo? Ufa!

A água do Evangelho no Lar deu bolinhas, então os espíritos intervieram. Foram eles também que induziram aquele sonho esquisito que deve ter sido uma visita assistencial ao Umbral (quem sonha com o lendário Umbral, está sempre fazendo trabalho solidário, nunca vai visitar amigos), ou então uma colônia desenvolvidíssima que fica às margens de Saturno (deu até para ouvir a música que vinha da casa daquele compositor famoso).

Nada disso isolado, me soa surpreendente, mas tudo junto me parece mais uma viagem de Dorothy ou de Alice ao país das maravilhas espirituais... e o pior, a maioria nem médium "ostensivo" é, e vive nestas fantasias encarnatórias (plagiando as fantasias da erraticidade que nos brindou Iso Jorge).

É tanto fenômeno junto cercando algumas pessoas, que não dá para entender o porque de terem encarnado, pois nesta altura, o véu do esquecimento já foi arrancado há muito tempo e vivem numa verdadeira nudez espiritual que se mescla com a vida terrena.

Eu confesso, tenho muito medo de fantasia espiritual. Dizem que pega e a vacina se chama Kardec, mas aqui no Brasil, deixaram de utilizar...

Tags

image-example

Riviane Damásio Rangel

Comentários

imagem de Anônimo

Godo

O servidor caiu, foi o espírito. Brincadeiras a parte, muito bom o artigo.

imagem de Josanete Faustino Ferreira

É exatamente isso que se vê,

É exatamente isso que se vê, nos fantasiosos espíritas, mas que bom que existe uma vacina chamada Kardec, para quem quer se curar da fantasiosite! smiley

imagem de Anônimo

Sobre a "fatasia espírita"

Parabens ao autor do excelente texto, que apesar de tratar de um assunto sério, promoveu muitas risadas. Infelizmente a humanidade não consegue agir usando o meio-termo: ou 8 ou 80, sempre nos extremos. Assim, ou somos céticos ou crédulos demais.
Considerando desta maneira, poderíamos admitir que vivendo em tal "intercâmbio" com tamanha intensidade, o indivíduo sofre de uma perseguição sem trégua por parte destes "amigos espirituais", e não da sua companhia sempre salutar e incentivadora, jamais "quebrando nossos galhos".
Paulo de Tarso admitiu que "estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas"; a Codificação corrobora esclarecendo que, apesar de estarem sempre conosco, não estão à disposição de nossas requisitações. Só os Espíritos ignorantes agem subalternamente, e entre ser subalterno e humilde há uma distância muito grande.
A ausência de um estudo sério do Pentateuco kardequiano é realmente a "vacina", conforme o companheiro disse, para a prevenção de tão grandes anomalias e distorções que ocorrem no nosso movimento Espírita.
Mas precisamos conservar a fé e perseverança, ser otimistas e buscar conduzir da forma mais fraterna possível esta retomada das rédeas da Doutrina Espírita, que, após o desencarne de Kardec, ficou meio "Deus dará".
Um abraço fraterno a todos.
Maria Ribeiro/BH

imagem de Anônimo

A fantasia espírita

O pior é que isto acontece com mais pessoas do que deveria, ja cheguei a discutir em sala de estudo, pois tudo é um sinal, é via mediunica. é um espírito, não foi sonho, realmente aconteceu e foi um aviso.
Hoje se le muito as obras complementares, que enchem nossas mentes de idéias e fantasias e se esquece da Codificação.

imagem de Anônimo

Como é bom ter no NEFCA no

Como é bom ter no NEFCA no papel de "Enfermeira" para nos ajudar a plicar a vacina e sair com urgência dessa alucinação!

imagem de Anônimo

É verdade

É tudo obra do acaso. As coisas acontecem sem qualquer causa e são atribuídas aos espíritos.

imagem de Luis Felipe Tavares Silva

Fantasia espírita.

Da mesma forma que não se pode atribuir à interferência de espíritos todo e qualquer acontecimento, não se deve desconsiderar sua ocorrência, já que somos almas encarnadas,
portanto energia materializada em permanente intercâmbio com energias mais sutis, menos su_
jeitas a percepção por nossos toscos sentidos. Assim como um médium que fornece ectoplasma
ao fenômeno da materialização, somos catalisadores de energias das mais diversas e, natural_
mente, distribuidores dessas mesmas energias, quer de forma branda e estável, quer de forma
abrupta e desordenada, as quais manifestam-se de acordo com sua natureza.

_

imagem de Alberto

Se bocejar no CE a coisa está

Se bocejar no CE a coisa está brava...

Pior que já escutei tantas vezes

imagem de Isabel Cristina de Carvalho Rodrigues

Muito bom!!

Devaneios constantes no meio espírita ... infelizmente....

imagem de Marta de Oliveira Silva

Lendo e aprendendo!!!

Adorei a comparação com Alice no País das Maravilhas "Espirituais"! Excelente artigo..

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.
  • Use to create page breaks.
  • You may use [swf file="song.mp3"] to display Flash files and media.

Mais informações sobre as opções de formatação